Blog

Identidade Digital: formando cidadãos do mundo digital

Postado em 26 de fevereiro de 2021 - por codeBuddy

A partir do momento em que nos tornamos usuários da internet, também nos transformamos em cidadãos digitais. E, como qualquer outro tipo de cidadania, isso demanda responsabilidade sobre nossas ações. A Identidade Digital (Digital Identity) é uma das competências descritas pelo DQ Institute e prevê a capacidade de construir, de forma consciente, nossa própria imagem online, de maneira íntegra e coerente com nosso comportamento offline.

Esse assunto é abraçado pela inteligência digital, que totaliza oito competências. A propósito, a codeBuddy e nossos alunos estão bem familiarizados com o conceito de inteligência digital. Mas, se você ainda não sabe do que se trata, fica tranquilo que a gente te conta!

digitando no computador no mundo online

Antes de mais nada: o que é inteligência digital?

A inteligência digital é um conjunto de parâmetros para disseminar um uso mais positivo dos recursos tecnológicos. Cada uma de suas oito competências se divide em três “níveis de maturidade”: a cidadania digital (uso responsável das tecnologias), a criatividade digital (transformar ideias em realidade com essas ferramentas) e o empreendedorismo digital (utilizar dispositivos tecnológicos para resolver problemas globais).

A ideia é que cada indivíduo busque se alfabetizar digitalmente visando a um desses três níveis, levando em conta o momento da vida e seus interesses pessoais e profissionais. Entre muitas outras habilidades dessa alfabetização, uma delas consiste em se enxergar como cidadão de um mundo digital e, com base nessa cidadania, propor soluções de forma ativa no ecossistema digital. Vem com a gente que te explicamos tudinho neste artigo!

mãe e filha jogando no ipad

Cidadania online e offline

Segundo elaborou o DQ Institute, entidade internacional associada ao Fórum Econômico Mundial, a Identidade Digital se baseia sobretudo na capacidade de construir e manter uma identidade saudável e íntegra enquanto cidadão digital. 

Ela consiste em ter consciência de como construímos nossa própria imagem no ambiente virtual, contando nossas histórias enquanto aprendemos com pessoas de diferentes culturas sem discriminá-las.

Além disso, leva em conta a compreensão que se deve ter da influência exercida pelas mídias sobre como nos enxergamos (em termos de aparência, estereótipos étnicos e de gênero, entre outros aspectos) e até sobre nossos valores. Trata-se, também, de compreender como o uso pessoal desses meios pode ter implicações profissionais.

Identidade digital para mudar o mundo

Lembra quando explicamos sobre os níveis de maturidade para cada uma das oito competências descritas pelo DQ Institute? Com a Identidade Digital, não é diferente!

Para além de agir com responsabilidade e cidadania, o que seria o primeiro nível de maturidade, prevê também o uso ativo e criativo das tecnologias. Dessa maneira, os indivíduos entendem como a tecnologia molda e é moldada conforme seus usuários trocam informações em todo o globo.

Mas, mais do que isso, pessoas com essa capacidade têm visão crítica sobre os problemas que a tecnologia pode criar e solucionar. Assim, usam seu conhecimento para avaliar oportunidades de impacto social e/ou econômico proporcionadas pelos avanços tecnológicos.

Os que aprimoram esse tipo de habilidade geralmente são aqueles que desenvolvem produtos ou serviços inovadores e de sucesso, seja no papel de co-criadores ou de empreendedores.

Os co-criadores são capazes de identificar problemas do planeta e, com base em ideias já existentes, co-desenvolvem novas ideias para resolvê-los usando a tecnologia. Essas pessoas estão sempre curiosas e com vontade de aprender e gerar novas ideias para solucionar problemas de forma eficiente.

Já os dotados de um senso de empreendedorismo monitoram constantemente as tecnologias que estão surgindo. Quando identificam oportunidades, incorporam essas ferramentas em seus modelos de negócio, favorecendo a sustentabilidade e a lucratividade de seus produtos ou serviços.

criança aprendendo online no computador

Como preparar meu filho para esse mundo digital?

Conforme os especialistas em educação digital defendem, essas habilidades devem preferivelmente ser trabalhadas desde cedo. Mas sabemos que, em um mundo tão apressado, onde a tendência é ficarmos cada vez mais conectados, pode ser difícil tirar o tempo necessário para preparar os jovens – ainda mais levando em conta a facilidade e a agilidade com que esses nativos digitais mergulham nas redes e plataformas virtuais.

É por isso que a equipe pedagógica da codeBuddy trabalha o ensino tecnológico consciente nos conteúdos de todas as aulas. Nossos cursos são pensados não só para desenvolver habilidades técnicas na garotada, mas também para garantir que saiba navegar nos sites e videogames de que mais gosta na internet de forma saudável e segura.

Somos a primeira e única instituição brasileira chancelada pelo DQ Institute por disseminar os padrões globais de inteligência digital. Aqui crianças e adolescentes não só aprendem robótica e programação para criar o que quiserem, como também aprendem a conviver com o mundo digital de forma responsável e saudável. Descubra nossas opções de cursos e transforme a vida de quem você ama com o melhor do ensino tecnológico.

Compartilhe esse texto

< Blog >

Outros artigos

O que é metaverso e qual a sua relação com a educação infantil?

Cultura e tecnologia: entenda essa relação e sua importância para o futuro

3 brinquedos DIY recicláveis para fazer com o que você tem em casa

10 brinquedos do Walt Disney World para jovens e crianças ultra digitais

3 séries do Disney Plus para crianças e jovens que amam tecnologia

5 jogos da Disney para crianças e jovens protagonistas